Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

24
Fev 11

 

Não devo estar muito longe da verdade se disser que são muito poucos os lares portuguesas onde não vive  empoleirado, um Galo de Barcelos! 

O simpático boneco, nascido de uma lenda, tem a capoeira em Barcelos e como galo cioso dos seus dotes, fez-se distribuir pelo mundo fora...

Seja português residente, português emigrante ou estrangeiro de passagem, ninguém lhe fica indiferente...e porquê?

Porque é DIFERENTE! É feito por alguns de nós, hábeis na arte de lhe dar o jeito e de fazer dele uma festa colorida. 

Galo de Barcelos...só nosso...feito na região de Barcelos e por Portugueses!

Acontece que,  Tudo o que é Português é Bom... mas fica mais caro...que tal "desenrrascar"? Nada mais fácil...

Então, alguns de nós, da família dos "Chicos Espertos", resolveram  mandar o dito cujo até à China e mandá-lo multiplicar-se por lá... 

E ele voltou, distribuído em prateleiras despersonalisadas e , se calhar de olhos em bico...

Que pena! Como a ganância do lucro fácil destrói culturas!

Vamos dar um lição a esses senhores!

Vamos comprar só o que é nosso, feito por nós, apostar na nossa gente e na nossa arte! Porque ninguém faz tão bem como os Portugueses!

Ele é nos bordados, desde Viana a Castelo Brando, passando por Guimarães, Vila Verde e Viseu, na arte de trabalhar o ouro e as filigranas e  nas artes de marcenaria e da talha, nas tapeçarias, de Arraiolos a Portalegre,  nas cerâmicas e na azulejaria, nos vidros e nos cristais...que sei eu?! 

Vamos incentivar o que é nosso, continuando a fazer bem e ainda melhor!

Só assim , pela QUALIDADE, vamos ser capazes de nos impôr!

Porque somos melhores e  DIFERENTES!

  

publicado por Belisa Vaio às 09:21


Se pensarmos assim, poderemos fazer crescer a nossa economia.
Eu digo não ao que é « descartável», prefiro ter uma peça de boa qualidade, do que 10 de inferior qualidade e fabricadas à custa de mão de obra mal paga. Consulta sempre as etiquetas de identificação dos produtos. Não compres géneros alimentícios que não sejam produzidos em Portugal e na época. Mais vale comer uma laranja algarvia, do que uma manga que amadurece nos caixotes.
Divulga o mais que puderes.
Beijo.
Maria
Maria a 24 de Fevereiro de 2011 às 14:56

Eu diria que, estes "Chicos Espertos a que amiga se refere, já se transformaram numa máfia enfiltrada por todos os cantos do mundo!
Nossa cidade.Americana, a anos atrás foi totalmente devastada pelos tecidos que vinham da China!...Quebraram-se empresas de todos os portes, desde as familiares, até grandes conglomerados, que pareciam inabaláveis!
Foram anos de reconstrução da nossa economia local, o que acabou por descaracterizar até a vocação da cidade para o tecido.
Hoje, ainda me perguntam: Mas aí não é a cidade dos tecidos?...Acho que ninguem mais sabe responder a esta pergunta!
Os que "não morreram", acabaram por modernizar as próprias indústrias, o que, por outro lado acabou sendo um benefício!...Mas o preço foi alto demais!...Até hoje, quando se passa pela estrada vemos galpões imensos abandonados ( ou talvez, sabe-se lá, até hipotecados), onde antes reinava o trabalho, a produtividade!...Da estrada parece-se ouvir os lamentos dos que ficaram pelo meio do caminho!
Muito me admira os compatriotas que dão abertura a esta Máfia, em detrimento a seu próprio país e sua própria cultura!...Deveria haver punição para este tipo de crime!
Bete do Intercambiando a 24 de Fevereiro de 2011 às 21:34

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
17
19

20
22
23
25
26

27


links
PESQUISAR
 
VISITANTES

contador de visitas
NOSSOS AMIGOS
blogs SAPO