Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

24
Abr 11

 

Eu tinha 25 anos no dia 25 de Abril de 1974.

Uma família...dois filhos pequeninos...rapazes.

Um peso tremendo sobre a cabeça e o coração...porque havia uma guerra que nunca mais acabava...e, pensava eu... "o tempo passa depressa e qualquer dia os meus meninos são mobilizados".

Sentia-se um descontentamento grande...

"Conversas em Família", em que o 1º.Ministro Marcelo Caetano, de óculos e ar paternal (?), nos falava, no écran da TV, de tempos de vacas magras...

Além disso e, apesar de já se viver na Primavera Marcelista, falar livremente do nosso descontentamento era algo muito perigoso...

Era-se preso por tudo e por nada e os "bufos" ouviam onde menos se esperava...

Governados há 40 anos por Salazar e há uns 4 por Marcelo...Sem ELEIÇÕES! Sem ESCOLHA!

Que sufoco!

Mas...havia no ar qualquer coisa que nos falava de esperança!

16 de Março de 1974...alguns valentes militares arriscaram-se e acabaram exilados nos Açores...

Mas outros valentes cá ficaram e naquele dia 25 de Abril de 1974 deram ao Povo Português a suprema alegria de saber o que era a Liberdade!

Tenho muitas saudades desse dia!

Só quem o viveu com o coração aberto à esperança sabe do que estou a falar! Foi uma emoção irrepetível! E tenho muita dificuldade em entender quem tem saudades do 24 de Abril!

Como a memória é tão curta...

Talvez hoje Portugal não viva num mar de rosas...mas a culpa NÃO é do espírito do 25 de Abril.  

A culpa é de todos nós, da nossa vivência do dia a dia, da descrença na política e das escolhas que temos feito, ou seja...alguns dos políticos que elegemos e nos governam (?), uns são honestos e empenhados,  outros é o que se sabe...e nunca são responsabilizados!

Continuamos "pobretes mas alegretes" e gostamos de pensar que ter este "fado" é fatal como o destino...

Não é! Temos o dever de exigir aos que elegemos que nos governem com seriedade e sabedoria! 

Creio que a Liberdade que nos foi oferecida tem sido usada com displicência ao contrário da sua vertente cívica e construtiva.

Somos um Povo que durante mais de 8 séculos de História sobreviveu a várias crises e ainda está vivo e quando queremos, sabemos arregaçar as mangas e lutar por melhores condições de Vida!

Se já temos a Liberdade essencial para respirar e viver vamos fazer  como diz a cantiga:

" Somos um Povo que cerra fileiras,

  parte à conquista do Pão e da Paz"

Por isso não nos deixemos abater com mais esta crise!

Vamos,  cada um de nós,  fazer a nossa parte, na consciência de que o nosso contributo é para o bem de todos, e assim teremos motivos para continuar a sentir e a dizer com alegria:

- "25 de Abril...SEMPRE". 

 

 

 ...e...através deste vídeo cujo autor felicito, é sempre bom recordar p´ra que a memória não se torne curta...

 

 

 

 

 

publicado por Belisa Vaio às 22:55

A Liberdade não tem preço!...Seja a que nível for, individual ou coletivo, tê-la vale qualquer sacrifício...
Parabéns ao Povo Português por esta vitória!...Que ela sirva, para sempre de chama que aviva os ânimos, os brios, e a Força para lutar, por este bem tão precioso, pois, não cabe mais neste nosso mundo, outra condição que não seja essa!
Um Grande abraço
Bete
Bete do Intercambiando a 25 de Abril de 2011 às 03:19

Bem haja pelas suas palavras!
Sugiro que veja o vídeo que acrescentei ao post.
Fico sempre com um nó na garganta quando revejo imagens desse dia glorioso!
Um abraço!
Belisa Vaio a 25 de Abril de 2011 às 14:41

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

18
19
20
22
23

25
26
28
29
30


links
PESQUISAR
 
VISITANTES

contador de visitas
NOSSOS AMIGOS
blogs SAPO