Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

08
Set 11
Pão de trigo, sem ter sombra de joio.
Azeite do melhor, de Santarém;
Alho do mais pequeno, e do saloio,
Ponha em lume brandinho e mexa bem;
Sal que não seja inglês - porque é remédio.
Toda a criança assim alimentada
É capaz de deitar abaixo um prédio
Quatro meses depois de desmamada.
Com este bom pitéu, sem refogados,
Invenção puramente lusitana,
Os ilustres varões assinaldos
Passaram 'inda além da Trapobana.
Fortes p'la açorda, demos nós aos mouros,
Como se sabe, uma fatal derrota;
E abiscoitámos magestosos louros
Para os nobres troféus de Aljubarrota.
.........................................................
Estamos em processo de eleição das 7 maravilhas gastronómicas de Portugal, sendo uma das candidatas a nossa maravilhosa Açorda Alentejana!
Porém...descobri este pequeno tesouro num livro de culinária dos principios do século passado e , achei uma ternura...
E afinal...quem de nós não comeu açorda, pelo menos quando era pequenino? E sempre foi alimento abençoado!
Bom apetite! 
publicado por Belisa Vaio às 10:12

Por aqui, não temos esta tradição!...Algo que passa perto, seria a sopa de pão com leite, porém é usada com açúcar!...Tomo-a até hoje, quando sinto uma certa melancolia.Parece que ao tomá-la, resgata-se o carinho de mãe.Chamamos esta sopa de pãozada.
Realmente é um mimo o poema.
Um abraço
Bete do Intercambiando a 13 de Setembro de 2011 às 04:24

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30


links
PESQUISAR
 
VISITANTES

contador de visitas
NOSSOS AMIGOS
blogs SAPO