Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

29
Mai 12

Sempre que entro na aldeia onde nasci reparo num qualquer recanto que me parece sempre mais bonito, mais pitoresco...

Então a igreja, logo pela manhã cedo ou ao cair da tarde, naquela hora mágica do crepúsculo, tem um encanto muito especial.

Claro que estes momentos de felicidade são partilhados por muitos dos meus amigos e conterrâneos que agora,  na madureza da vida estão de regresso ás raízes.

De facto, venho a reparar que um grupo de sessentões, aposentados das suas profissões,  deixaram para trás as cidades do  stress e  resolveram apostar em viver a última etapa da vida, na aldeia que os viu nascer!. As antigas casas de família voltam a abrir janelas, as respectivas hortas e jardins estão a ficar mais viçosos e até brancas e finas mãos estão a aprender trabalhos rudes a que não estavam habituadas...mas tudo se faz com gosto!!  

Reflectindo hoje sobre esta realidade veio-me á memória uma canção que nos famosos anos 60, fez muito sucesso na voz de António Calvário, lembram-se? "Regresso", assim se chama.

Descobri-a e mesmo retirada de um filme, não deixa de ser uma saudade...mas muito actual!

 

publicado por Belisa Vaio às 22:31

Amiga
Que linda canção!...E, entendi tudo que dizia rsrsrsrs.
Olha, eu também adoro regressar à minha terra natal, sempre me recarrega as baterias! Mesmo porque, além de toda uma história de infância, ainda tenho lá muitos parentes, minha irmã e minha mãe. Às vezes me pergunto: Porque não me mudo prá lá definitivamente?
...Mas, logo eu mesma me respondo: - Por ser uma cidadezinha pequena, embora encantadora, para minha profissão de corretora de imóveis, com certeza morreria de fome, pois lá, poucos vendem e poucos compram. Penso até que isso seja uma coisa muito positiva, pois é sinal que não existe uma exploração imobiliária, como nos grandes centros. Embora eu seja desta profissão, sou contra a ganância desenfreada das Construtoras da Capital que, onde entram, entram para sugar um mercado, e a vida destas cidade, nunca mais é a mesma.
Um grande abraço
Bete
Bete do Intercambiando a 31 de Maio de 2012 às 15:42

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
30
31


links
PESQUISAR
 
VISITANTES

contador de visitas
NOSSOS AMIGOS
blogs SAPO