Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

14
Fev 12
Sinto que hoje, Dia dos Namorados, todos os pares sonham continuar a ser Eternos Namorados!
A magia do Amor manifesta-se calorosamente, o encanto abraça corpos e almas e deseja-se profundamente que a Felicidade que hoje se vive seja eterna!
Então...vamos fazer por isso!
Como diz Elisabeth Cavalcante, citando Osho, O Amor é Frágil!
É melhor aprender a cuidar dele e aí, sim, haverá sempre Eternos Namorados! 

 

 

A fragilidade do amor
:: Elisabeth Cavalcante ::

Embora seja a força transformadora mais poderosa que existe, o amor é, paradoxalmente, extremamente frágil. Talvez por isso, nos surpreendamos de modo admirável ao descobrir que um dia, repentinamente, nosso sentimento por alguém mudou de forma.

Geralmente esta descoberta é fonte de muita angústia e sofrimento, pois sabemos o quanto ela magoará o outro. O mesmo acontece quando somos nós quem deixamos de receber o amor que desejamos. Por mais que isto nos desagrade, quando o amor desaparece não há nada que possamos fazer para trazê-lo de volta.

Se todos tivéssemos, desde cedo, esta consciência acerca da fragilidade do amor, certamente nos manteríamos mais alertas quanto aos cuidados que uma relação amorosa exige.

Infelizmente, a maioria dos relacionamentos tem como base de sustentação o ego, e por essa razão, é inevitável que sentimentos como a posse, o ciúme, o orgulho e toda sorte de emoções geradas pela insegurança e a baixa auto-estima, direcionem as atitudes.
A consciência e a maturidade são ingredientes essenciais para que uma relação de amor se mantenha fortalecida e possa crescer cada vez mais em qualidade.

Somente a observação permanente de nossos próprios sentimentos e fragilidades, bem como os de nosso parceiro, podem trazer uma percepção clara dos jogos e armadilhas que o ego nos impõe e, deste modo, impedir que o amor seja destruído.

" Não pense que o amor é eterno. Ele é muito frágil, tão frágil quanto uma rosa. Pela manhã, ela está ali; ao entardecer, ela se foi. E pequenas coisas podem destruí-la.

Quanto mais elevado for algo, mais frágil será. Ele precisa ser protegido. Uma pedra permanecerá, mas a flor irá embora. Se você atirar uma pedra na flor, a pedra não se machucará, mas a flor será destruída.

O amor é muito frágil, muito delicado. Você precisa ser muito cuidadoso e cauteloso com ele. Você pode causar um tal dano que o outro se fecha, fica defensivo. Se você estiver brigando muito, seu parceiro começará a escapar; vai se tornar cada vez mais frio e fechado, de modo a não ficar mais vulnerável a seu ataque.

Então, você o atacará ainda mais, porque você resistirá a essa frieza. Isso pode se tornar um círculo vicioso e é assim que pessoas enamoradas pouco a pouco se separam. Elas se afastam uma da outra e acham que a outra foi a responsável, que a outra a traiu.

Na verdade, como percebo, nenhuma pessoa enamorada jamais traiu alguém. É somente a ignorância que mata o amor. Ambas queriam ficar juntas, mas ambas eram ignorantes.

A ignorância delas fez com que entrassem em jogos psicológicos, e esses jogos se multiplicaram. Pouco a pouco elas vão se afastando. Então, elas acham que o amor é perigoso. O amor não é perigoso. Apenas a inconsciência é perigosa.

Há muitas pessoas que evitam o amor simplesmente para estar em chão seguro. Há pessoas que não querem se comprometer em nenhum relacionamento porque elas sabem que uma vez que você esteja comprometido e mais próximo, começam as brigas, começam as resistências e as coisas feias começam a borbulhar - então, pra quê?

No máximo, elas ficam interessadas em relacionamentos sexuais, mas não em intimidade. E a menos que um relacionamento se torne íntimo e profundo, você nunca saberá o que é um relacionamento. Um relacionamento simplesmente sexual é uma coisa periférica e isso nunca o satisfará".

Osho, Beloved of my Heart.

publicado por Belisa Vaio às 08:53

31
Dez 11

Nada como acabar um ano e começar outro com doçura na boca e amor no coração!

 

Para fazer jus a este desejo resolvi fazer uns Formigos. É um doce de colher, tradicional do norte de Portugal e, a meu ver, além de uma delícia é também muito "peitoral"...

Doenças e dietas áparte, tem tudo o que é preciso para carregar energias!

 

- 500 gr.de açúcar

- 1,5 dl.de água

- 8 fatias de pão branco, sem crostas.

- 150 gr.de amêndoas sem pele e cortadas em lâminas.

- 100 gr.de passas (sem graínhas)

- 100 gr.de pinhões

- 8 gemas de ovos

- 2 cálices de Vinho do Porto

- leite quente e canela q.b.

 

Demolha-se o pão partido em bocados,  em leite quente a que se juntou alguma canela, durante 5 minutos. Escorre-se.

Leva-se o açúcar e a água a fervilhar, também cerca de 5 minutos.

Batem-se as gemas de ovos com o vinho do Porto.

Envolvem-se estes ingredientes e juntam-se os frutos secos. 

Coloca-se num prato e polvilha-se com mais frutos.

 

Herdei esta receita de uma querida Amiga - a Maria Leonor. Apesar de já ter partido mantém-se viva na minha saudade e hoje, relembrá-la nestes Formigos é a prova de que o Amor é um sentimento muito doce...

 

Então? Vamos entrar em 2012 com mais doçura na boca e também no coração?

 

Eu vou! E você?

 

Feliz Ano Novo!

 

publicado por Belisa Vaio às 14:55

27
Nov 10

Gente, estou embasbacada!...

 

Pedro Cassiano Aguilar apareceu aqui no blog, e nos deixou seu espetacular poema, por inteiro!

 

Ele disse: Não sou um personagem fictício. Eu existo... eis o meu poema "Areias do Tempo":


Cada volta que o ponteiro do relógio dá
Acelera o passo da minha vida
Encurta minha história e antecipa meu fim
Que tem hora marcada pra chegar
Mas que eu desconheço

Cada um de nós é como um livro
Que guarda sua própria história
Com início, meio e fim
Nosso corpo é só uma casa onde a alma habita
E a morte é o último vôo de nossa alma
Que parte por não caber mais nessa casa
Como se quisesse começar uma nova história, um novo livro

Cada minuto que passa pode ser tudo que me resta para viver
Mas eu desperdiço o tempo como se ele fosse infinito
Penso, logo sei que existir é uma circunstância
Que a vida acontece num sopro de Deus
E a chama permanece acesa enquanto estamos vivos

Cada pessoa tem uma criança aprisionada dentro de si
A criança que fomos nunca muda
Nosso corpo é que envelhece ao redor dela
Eu queria viver minha infância toda outra vez
Mas a ampulheta do tempo eu não posso virar
Pedro Cassiano Aguillar a 27 de Novembro de 2010 às 21:16

 

Quando escrevi o Post " A Comoção por uma frase", não encontrei o menor vestígio dele, e supus que fizesse parte do imaginário de Elizabeth Jihn!

 

Pedi a ele que nos dê uma prova de sua existência ( rsrsrsrsrsrs)..... isto aqui está até parecendo coisa de outro mundo!

 

Pedro Cassiano Aguillar, o mundo quer te ver!

 

 

 

 

Segue link de seu comentário:   http://sabedoriapopular.blogs.sapo.pt/18317.html?thread=52621#t52621

 

 

Como Ganhar Dinheiro na Internet
publicado por Bete do Intercambiando às 23:47

27
Set 10

[carta-de-amor_portugal_porreiro.jpg]

 

Cartas de Amor, são ridículas?...Claro que não!

Nunca o foram...

Mas quem tem tempo para as escrever hoje?

Quem tem tempo para pensar os afectos, os deixar poisar suavemente numa folha de papel e, depois, os colocar, amorosamente na caixa do correio, vendo-os partir a caminho do destino?

Isso é sonhar!

Mas hoje sonha-se? Não há tempo...

Tudo está pré-definido, pré-fabricado...codificado...

Poucos sentem o prazer imenso de escrever...à mão...

Pouco se sente o prazer de pensar...à mão...

Cartas de Amor, não são ridículas, são belas e sábias!

É preciso voltar a escrever Cartas de Amor e a Vida fará muito mais sentido...

publicado por Belisa Vaio às 08:08

23
Set 10

Não tenho ido muito ao cinema, mas, com a temporada de "Nosso Lar" chegando ao fim, não poderia deixar de ir, para poder contar para minha amiga Belisa, que manifestou o desejo de ver o filme a alguns dias atrás em seu Blog  http://fenixia.blogs.sapo.pt/19416.html , pois parece que ainda não foi lançado aí em Portugal!

Chico Chavier psicografou 16 livros ditados pelo espírito do médico André Luiz, entre eles o Nosso Lar, que foi publicado pela primeira vez em Outubro de 1943, e que agora ganha as telas pelas mãos do diretor Wagner de Assis, e elenco bastante conhecido da teledramaturgia brasileira.

Não falarei aqui do enredo do filme, pois já tem material de sobra na Internet, só quero deixar registrado o grande sucesso que está sendo, de público e de crítica.

Não bastasse o assunto tão intrigante, da vida após a morte, ainda com uma trilha sonora das melhores.

Mas, há uma música em especial que me encantou, não por não conhecê-la, mas pela colocação oportuna em um momento peculiar do filme: "SONATA AO LUAR", de Bethoven. Não é o vídeo do filme, mas foi uma das melhores interpretações que encontrei no Youtube.

Também não preciso dizer que chorei o filme todo...Não é filme prá chorar, mas acredito que chorarão todos que já tiveram tido perdas  preciosas.

 

 

publicado por Bete do Intercambiando às 03:52

10
Set 10

 

Na pequena cidade onde vivo as pessoas conhecem-se quase todas entre si...

Faço esta reflexão, porque uma amiga encontra-se doente e hospitalizada...

Não será nada de muito grave, mas tenho recebido testemunhos de muitas amigas e amigos, alguns que nem conheço, mas preocupados e querendo saber como vão as desejadas melhoras...

 

Faz sentido aquela antiga melodia popular que diz...

 

...Na minha aldeia

Não há ódio, mas estima...

Tem-se amor pela vida alheia,

Todos são primos e primas...

publicado por Belisa Vaio às 22:15

20
Ago 10

 

O filho  que muitas vezes não limpa o quarto e fica vendo  televisão,

significa  que... 

está em  casa! 

 

 A desordem que tenho que  limpar depois de uma festa, 

significa  que... 

estivemos  rodeados de familiares e  amigos! 

 

 

As roupas  que estão  apertadas,

significa  que... 

tenho  mais do que o suficiente para  comer! 

 

O trabalho que tenho em  limpar a casa, 

significa  que... 

tenho  uma casa! 

 

 As queixas  que escuto acerca do  governo, 

significa  que... 

tenho  liberdade de  expressão! 

 

Não encontro  estacionamento, 

significa  que... 

tenho  carro! 

 

 Os gritos  das crianças, 

significa  que... 

posso  ouvir! 

 

 O cansaço  no final do dia, 

significa  que... 

posso  trabalhar! 

 

O despertador que me acorda  todas as manhãs, 

significa  que... 

estou  vivo! 

 

Se sofro uma  decepção

significa que...

ainda sei  amar!

 

Finalmente pela quantidade  de mensagens que recebo,  

significa  que...

tenho  amigos pensando em  mim!

 

 

 

 

 

' QUANDO   PENSARES  QUE  A  VIDA   TE  CORRE   MAL... 

LEIA   OUTRA  VEZ  ESTA  MENSAGEM !!!  ' 

 

 

DESCONHEÇO A AUTORIA, MAS QUERIA COMPARTILHAR COM VOCÊS

publicado por Bete do Intercambiando às 23:36

04
Ago 10

Em meu ultimo post no Intercambiando, entre outras coisas, disse que, precisamos reavaliar nossas vidas, perdoar e ter um coração mais puro e receptivo,

http://intercambiando.blogs.sapo.pt/16941.html e, coincidentemente, hoje, li um artigo na Revista Veja, falando exatamente sobre o perdão!

Entre as varias formas  como  ele é visto nas diversas religiões e civilizações a que mais me impressionou foi a das tribos Igbos da Nigeria e os Oromos da Etiópia, que creem que A PAZ SÓ PODE SER ALCANÇADA ATRAVÉS DO PERDÃO, PARA O QUAL NÃO É NECESSÁRIO O ARREPENDIMENTO DO AGRESSOR!

Eu proponho, ainda, um pouco mais:  Mesmo que seu coração não tenha perdoado, não deixe que isso lhe turve os olhos e deixe-a (o) cega (o) para ver as necessidades do outro!.......Esse ato pode modificar toda uma situação e uma vida!

Exemplo disso, tem lá um testemunho surpreendente de um empresário brasileiro Custodio Rangel Pires, que soube em 1989, pela Policia, da intenção de um detento em sequestrá-lo...Custodio foi fazer-lhe uma visita na prisão, e quando Ronaldo cumpriu sua pena, deu-lhe emprego em sua industria... Ronaldo sempre dizia que só sairia da vida do crime pela morte, ou pela prisão, mas que a visita do empresário mudou sua vida!...Hoje ele dirige uma Ong no Rio de Janeiro, que ajuda detentos, após cumprirem sua pena, a encontrar um emprego.

 

 

publicado por Bete do Intercambiando às 04:00

28
Jul 10

Nas ultimas 2 décadas, a Igreja católica, aqui no Brasil,  perdeu muitos devotos para os protestantes de diversas ramificações! Prá se ter idéia do quanto, basta dizer que Ipeúna, uma cidadezinha de 5000 habitantes aqui do Estado de São Paulo, com população predominantemente católica, viu "brotar",  3 novas igrejas protestantes em pouco mais de cinco anos.....Se formos usar esta proporção nas grandes cidades, verão onde isso vai parar. Uso-a como exemplo, prá ficar fácil os calculos!...Não que eu tenha alguma coisa contra os protestantes, muito pelo contrário, uma de minhas filhas fez esta opção e eu respeitei.

Mas, de uns tempos para cá, estamos vivendo um momento muito especial de revitalição da Igreja católica, graças a uma legião de novos padres,   que nos levam a um reencontro com a religião, e nos fazem sentir vontade de nela permanecer....Outro dia postei sobre padre Fabio de Mello,  e, hoje, quero mostrar uma explicação do Padre Marcelo Rossi, sobre o "PELO SINAL", ato tão rotineiro de nossa religião, explicada de uma forma, que nos torna impossível não refletir, aceitar e praticar:

 

(†)-Pelo sinal da Santa Cruz, (†) livrai-nos Deus, Nosso Senhor, (†) dos nossos inimigos, (†) em nome do Pai, do Filho

e do Espírito Santo. Amém.

O Sinal da Cruz é uma oração importante que deve ser rezada logo que acordamos, como a nossa primeira oração,

para que Deus, pelos méritos da Cruz de Seu Divino Filho, nos proteja durante todo o dia.

Com este Sinal, que é o sinal do cristão, nós pedimos proteção contra os nossos inimigos.

Que inimigos?

† Pelo sinal da Santa Cruz: ao traçarmos a primeira cruz em nossa testa, nós estamos pedindo a Deus que proteja

a nossa mente dos maus pensamentos, das ideologias malsãs e das heresias, que tanto nos tentam nos dias de

hoje e mantendo a nossa inteligência alerta contra todos os embustes e ciladas do demônio;

† Livrai-nos Deus, Nosso Senhor: com esta segunda cruz sobre os lábios, estamos pedindo para que de nossa

boca só saiam palavras de louvor: louvor a Deus, louvor aos Seus Santos e aos Seus Anjos; de agradecimento

a Deus, pois tudo o que somos e temos são frutos da Sua misericórdia e do Seu amor e não dos nossos méritos;

que as nossas palavras jamais sejam ditas para ofender o nosso irmão.

† Dos nossos inimigos – esta terceira cruz tem como objetivo proteger o nosso coração contra os maus

sentimentos: contra o ódio, a vaidade, a inveja, a luxúria e outros vícios; fazer dele uma fonte inesgotável

de amor a Deus, a nós mesmos e ao nosso próximo; um coração doce, como o de Maria e manso e humilde

como o de Jesus.

 

 

Padre Marcelo Rossi

 

GENTE, NINGUEM NUNCA TINHA NOS ENSINADO DESTA FORMA, NÃO É LINDO, COERENTE E CONVINCENTE?!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Bete do Intercambiando às 20:50

23
Jul 10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONHEÇO UMA PESSOA QUE VAI FALAR :  "APENAS UM GATO"? (rsrsrsrsrsrs)

publicado por Bete do Intercambiando às 01:30

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


links
PESQUISAR
 
VISITANTES

contador de visitas
NOSSOS AMIGOS
subscrever feeds
blogs SAPO