Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SABEDORIA POPULAR

Este blog pretende apenas contar histórias de lá e de cá. De tu, de mim, de nós! Não tem ambições...apenas desejos de encontro!

SABEDORIA POPULAR

Este blog pretende apenas contar histórias de lá e de cá. De tu, de mim, de nós! Não tem ambições...apenas desejos de encontro!

Parabéns Intercambiando!!!

Este Blog em que nos encontramos nasceu da ideia de Bete, autora do Blog INTERCAMBIANDO.

E por isso aqui estou a prestar homenagem á sua criatividade, á sua inteligência, à sua alegria, ao seu sentido de humor, ao seu desejo de partilhar, trocar experiências, de intercambiar.

Sugiro que o percorram de fio a pavio...e vão estar de acordo com os gestores dos Blogs do Sapo:- Foi colocado em DESTAQUE!

http://intercambiando.blogs.sapo.pt/

Parabéns pelo reconhecimento, Bete!

Que seja um estímulo para continuar a partilhar connosco a sua Alma!

ESTOU ESTUPEFATA!...PEDRO CASSIANO AGUILLAR ME ESCREVEU

Gente, estou embasbacada!...

Pedro Cassiano Aguilar apareceu aqui no blog, e nos deixou seu espetacular poema, por inteiro!

Ele disse: Não sou um personagem fictício. Eu existo... eis o meu poema "Areias do Tempo":


Cada volta que o ponteiro do relógio dá
Acelera o passo da minha vida
Encurta minha história e antecipa meu fim
Que tem hora marcada pra chegar
Mas que eu desconheço

Cada um de nós é como um livro
Que guarda sua própria história
Com início, meio e fim
Nosso corpo é só uma casa onde a alma habita
E a morte é o último vôo de nossa alma
Que parte por não caber mais nessa casa
Como se quisesse começar uma nova história, um novo livro

Cada minuto que passa pode ser tudo que me resta para viver
Mas eu desperdiço o tempo como se ele fosse infinito
Penso, logo sei que existir é uma circunstância
Que a vida acontece num sopro de Deus
E a chama permanece acesa enquanto estamos vivos

Cada pessoa tem uma criança aprisionada dentro de si
A criança que fomos nunca muda
Nosso corpo é que envelhece ao redor dela
Eu queria viver minha infância toda outra vez
Mas a ampulheta do tempo eu não posso virar
Pedro Cassiano Aguillar a 27 de Novembro de 2010 às 21:16
 

 

Quando escrevi o Post " A Comoção por uma frase", não encontrei o menor vestígio dele, e supus que fizesse parte do imaginário de Elizabeth Jihn!

Pedi a ele que nos dê uma prova de sua existência ( rsrsrsrsrsrs)..... isto aqui está até parecendo coisa de outro mundo!

Pedro Cassiano Aguillar, o mundo quer te ver!

 

Segue link de seu comentário:   http://sabedoriapopular.blogs.sapo.pt/18317.html?thread=52621#t52621

 

 

Como Ganhar Dinheiro na Internet

Agriões com Flores...

https://1.bp.blogspot.com/_T860nLWxEE4/S7HPBWbNZsI/AAAAAAAACxM/rMhEX_1uCQs/s1600/multiflorafernandopolis,+capuchinha.jpg

Confesso que estou aqui para aprender!!!

E já agora,  p´ra partilhar!!!

Pessoalmente gosto muito de agriões.

Daqueles, diria eu, selvagens, que se encontram em locais húmidos, à beira de riachos. Amargos.

Umas vezes em saladas, outras numa deliciosa sopa.

Claro que à falta desses, os que se compram no Super ou na lojinha da esquina também são bons!

Bem. O que eu não sabia, e confesso-o com humildade, é que as vulgares Chagas, lindas plantas rasteiras com flores bem vivas  entre o vermelho e o laranja, também são conhecidas como agriões...do México e, até as flores são comestíveis!?

Melhor ainda!

Ambas as plantas têm grandes propriedades medicinais!

Combatem anemias, bronquites, são diuréticas, fazem bem ao fígado e ao estômago. E a muito mais!

São purificadoras naturais do nosso organismo e deveríamos consumir agriões, pelo menos, uma vez por semana!

Então que tal saborear saladas de agriões coloridas e enriquecidas com as folhas e as flores das chagas ou agriões do México?

Vamos a isso?

APRENDENDO FORRÓ

Se há coisa que pára o Brasil prá ver, depois de novela e futebol,  são os Concursos de Dança....Todo ano no programa do Faustão tem a Dança dos Famosos, e, até mesmo os que não gostam do programa dele, quando chega na hora da Dança, vem todo mundo prá sala.

 

Porque realmente empolga ver os progressos daquelas figuras, que vemos todos os dias, em outras atividades, ali, aprendendo o passo-a-passo.

 

Eu sempre adorei dançar, ao ponto, de ir ao baile ( na época dos bailes), com meu marido, e, como ele não dançava, saía de lá chorando!

 

De tanto não dançar, desaprendi!...Mesmo porque, hoje, inventaram tantos passos novos, que é quase impossível acompanhar!

 

Mas, como diz a música..."Começar de Novo", e hoje, me inscrevi numa academia de dança de salão!...Hoje, foi o dia do FORRÓ!

 

POSTO QUE É CHAMA!

 A genialidade de dois poetas:  Vinicius de Moraes  com seu Inesquecível "SONETO DA FIDELIDADE"

 e Zé Zuppani, que faz poesia com as imagens:

  

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

 

 

 

De tudo, ao meu amor serei atento 
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto 
Que mesmo em face do maior encanto 
Dele se encante mais meu pensamento.    


Quero vivê-lo em cada vão momento 
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto 
Ao seu pesar ou seu contentamento.  

 


E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor ( que tive ) :
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

 

 

 

Para saber mais sobre o trabalho deste poeta das imagens, visite : www.fotonatural.com.br

 

 

 

 

3ª.Idade?

Aonde?

Aonde está a 3ª. Idade?

Esta foi a pergunta que nos fizémos hoje,  depois de almoçar...e desatámos a rir...ninguém se identificou como sendo da 3ª.Idade!

http://turismo.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/turismo-senior/terceira-idade-1.jpg

 

Eu explico:

Sete jovens sexagenários da aula de Cultura Portuguesa, da nossa Aposénior, resolvemos almoçar juntos, no restaurante Observatório, para saborear um delicioso Bacalhau com Broa e umas castanhas assadas refrescadas com geropiga.

Bela companhia...Bela ementa!

O almoço foi saboreado entre elogios aos petiscos e histórias que cada um foi pondo na mesa...

Conversa animada, humor á mistura e, surpresa: Todos se queixavam com Falta de Tempo!

Falta de Tempo para tanto projecto em mãos!

Ele é o Coral Poliphónico, as aulas de viola, o Coro da Orquestra Clássica do Centro, as aulas de pintura e de informática, o Coro da Aposénior e os passeios de estudo ( tantos projectos!), o Facebook e os powerpoints, todas as descobertas informáticas medidas à proporção da curiosidade individual...e as nossas aulas, ministradas pela querida Drª. Dora Caeeiro...

 

Acreditem! Com o tempo tão livremente saboreado, ninguém tem tempo p´ra se queixar das articulações, dos achaques, do colesterol...

Muita alegria, muito entusiasmo. Partilha e amizade!

A dada altura, vendo as risadas livres e soltas daqueles Colegas e Amigos, pensei que todos tínhamos mais de 60 anos!

Pensei e pus a pergunta à mesa:

É isto a 3ª.Idade?!

Risada geral!

Há jovens muito mais velhos do que nós!

O Verão de S.Martinho

Hoje é dia de S.Martinho!
Por estes lados o dia meteorológico, não faz juz à tradição...mas também sabemos que ...a tradição já não é o que era!
Pois S. Martinho terá sido um soldado romano, daqueles que, ao serviço de algum César, percorreu o vasto Império.
Diz a lenda - e as lendas não são só fantasia - que num dia de muito frio, doeu-lhe o coração ao cruzar-se com um pobre homem, nu e enregelado.
Condoído com a miséria alheia, rasgou a sua capa ao meio e agasalhou assim o pedinte.
E o Céu, reconhecido, fez o milagre!
Imediatamente o frio outonal se foi e um Sol de verão brilhou e aqueceu os corpos e as almas!
P´ra celebrar, Deus costuma lembrar-nos nestes dias, que as boas acções são sempre recompensadas, oferecendo-nos uns dias de sol e calor a que chamamos Verão de S.Martinho!
No entanto, se os dias amenos andarem por longe, vamos aquecer-nos de outra maneira!
Que tal com umas castanhas assadas e um copo de vinho novo?
Não se diz...Pelo S. Martinho, vai à adega e prova o vinho...?

O QUE É O SUCESSO?

Hoje, fazendo uma reflexão sobre minhas vitórias e minhas perdas materiais, durante minha vida, concluí, que nos últimos 6 anos, me tornei "UMA VENCEDORA".

Digo isso com orgulho, porque, neste período, além de ter reconquistado algumas coisas materiais, conquistei também minha liberdade emocional, qualidade de vida, consegui sair de um circulo vicioso de depressão, enfim, conquistei minha felicidade, independente das coisas que me acontecem a volta.

 

Foi então, que comentando isso com minha filha, lembrei-me de um texto, que tenho há muito tempo registrado em minha agenda, retirado de um livro de Deepak Chopra : "As 7 Leis Espirituais do Sucesso": Diz êle:

 

"O sucesso na vida, poderia ser definido como a "Expansão contínua de felicidade e a realização progressiva de objetivos compensadores"...Mas, o sucesso inclui também saúde, energia, entusiasmo pela vida,relacionamentos compensadores, liberdade criativa,estabilidade física, emocional, bem estar e paz de espírito.

Mesmo que tenhamos tudo isso, permaneceremos insatisfeitos se não cultivarmos as sementes da Divindade que está dentro de nós...Na realidade, somos uma divindade disfarçada, somos embriões de deuses e deusas, que, contidos em nosso ser, buscam a plena realização."

 

 

Em outro trecho, êle diz:

 

"No distanciamento está a Sabedoria da Incerteza....na Sabedoria da Incerteza, está a libertação do passado, do conhecido, que é a prisão dos velhos condicionamentos.

E, na mera disponibilidade para o desconhecido, para o campo de todas as possibilidades, rendemo-nos à mente criativa que rege o Universo"!

 

Acho que estas palavras reforçaram a 'MINHA METAMORFOSE AMBULANTE" 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como Ganhar Dinheiro na Internet

EMPANZINADO?????

Não costumo jantar, mas isso não quer dizer que não coma à noite!

 

Às 18,00 hs costumo tomar um café com alguma guloseima,  prá dar uma reanimada, e mais tarde quando der aquela fominha, como um lanche natural, ou um queijo com fruta, enfim, frugalidades! (rsrsrsrsrs)

 

Um dia destes, minha tia veio nos visitar, e, minha mãe, que gosta de jantar, preparou-nos uma gostosa refeição e, claro, eu não iria fazer esta desfeita.

 

Mas, dali a pouco comecei a me sentir empanzinada!...Parecia que tinha comido um boi com o chifre e tudo!

 

Meu tio, então, logo deu a receita: - Toma um copo de água com limão!

 

Como não botei a menor fé, fiz ouvidos moucos!

 

Mas, como aquela sensação desagradável continuava, acabei experimentando a dita receita de água com limão,  afinal o que eu tinha a perder?

 

E não é, que dali a pouquinho eu já estava pronta prá outra?!!!!!!!!

 

 

Os Azulejos de Belmiro Pita

Conheci um artista, Belmiro Pita, especialista na arte de pintar azulejo.
Já lhe conhecia a obra. Ontem conheci o autor.
Estou particularmente feliz e quero ajudar a divulgar o seu trabalho. Por isso,deixo aqui parte do seu site. Procurem conhecer. Vale a pena.

 

Belmiro Pita Ferreira nasceu em 1965 e cresceu por terras de Conímbriga situada na freguesia de Condeixa-a-Velha, distrito de Coimbra.

Desde muito jovem (12 anos) começou a pintar cerâmica para algumas fábricas, onde se destacou devido ao seu estilo próprio e multifacetado, mais tarde fundou um atelier onde era responsável pela pintura e composição dos vidros e tintas.

Ao longo da sua vida frequentou vários cursos, sobre métodos de pintura; desenho artístico, aplicação das pastas no fabrico manual de azulejos e composição dos vidrados. Participou em vários seminários com o mestre Eduardo Nery, destacando um curso sobre a concepção e desenvolvimento de projectos cerâmicos para arquitectura. Aprendeu, também, algumas técnicas com o seu camarada de ofício, mestre Mário de Oliveira Soares, um dos poucos colaboradores do mestre Jorge Colaço (1868 a 1942), este último com influências directas no seu trajecto artístico, nomeadamente nas suas técnicas revolucionárias.

Para além da pintura, Belmiro adquiriu uma vasta experiência, na complexa arte do restauro de azulejos, aplicando uma execução exemplar, fruto dos seus conhecimentos e investigação na composição do barro, tintas e dos vidrados.

As suas obras estão distribuídas por todo o país, com predominância no Algarve (Quinta do Lago, Vale do Lobo, etc…), e resto do mundo. Atinge projecção em grandes obras com a execução de um trabalho de grande envergadura para o palácio de Águeda, com cerca de 4000 azulejos ocupando uma área de 90 m2.

Participou em várias exposições em Portugal, onde esteve presente na Feira Internacional de Lisboa, durante a Expo98, como convidado para representar a região de Coimbra, tendo a revista "Casa & Jardim" publicado alguns dos seus trabalhos. Foi escolhido pela Galeria "Paradise" em Morro Bay, Califórnia, EUA, para representar o que de melhor se faz em Portugal.

Actualmente possui um atelier situado em Condeixa-a-Velha, onde trabalha a tempo inteiro adaptando-se a qualquer estilo de pintura sobre alto fogo.



Textos da autoria de Nuno Teixeira e Ricardo Veloso

 

 

http://www.belmiropita.com/