Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

15
Jan 12

Existe aqui no Brasil uma pimenta delicada, de aparência suculenta e graciosa, chamada "pimenta biquinho", devido ao seu formato arredondado terminando na ponto com um biquinho.

 

Esta pimenta, embora seu nome científico seja "chinese", ela é de origem brasileira!

 

É de sabor levemente picante, mas bastante delicado, e pode ser servida até como aperitivo.

 

Dizem ter efeitos terapeuticos rubefacientes ativos, ou seja: tem a propriedade de provocar, por contato, um forte estímulo da circulação local, resultando em três reações: sensação de calor, diminuição da dor local e aumento da sensação de conforto.  ( Fonte:   http://eptv.globo.com/terradagente/0,0,4,120;11,pimenta-biquinho.aspx)

 

Aqui, comprei da marca Kamoká, que vem temperada, e dá vontade  de comer até pura!...Quando forem ao Supermercado, não deixem de trazer e apreciar, garanto que ficarão fã de carteirinha!

 


 

 

 

Segundo o site AGROTROPICAL ela também pode ser uma ótima alternativa para os produtores rurais. Inclusive, neste site, tem inúmeras receitas culinárias deliciosas com a tal pimenta, e uma loja virtual para venda das sementes, que, ao que parece, necessitam ser selecionadas não bastando apenas derramá-las do fruto.

 

Transcrevo aqui, uma das receitas do site AGROTROPICAL, que achei de babar, vou experimentar no próximo encontro com a família:

 

PIRÃO DE CAMARÃO COM PIMENTA-BIQUINHO
4 PORÇÕES
200 g de camarões
cinza, limpos e sem a tripa; 100 g de tomates sem pele e sem sementes; 100 g de
farinha de copioba
400 ml de caldo
de peixe, elaborado com cabeças de camarão
2 colheres (sopa) de cebola
picada
1 colher (chá) de alho picado
1 colher (sopa) de azeite
1 colher
(sopa) de óleo de urucum
4 colheres
(sopa) de pimenta-biquinho em conserva
Sal e pimenta-branca moída na
hora
1. Em uma frigideira de barro, aqueça o azeite e o óleo de urucum.

2. Refogue a cebola e o alho.

3. Adicione os camarões e os tomates e tempere com sal e pimenta-branca.

4. Acrescente o caldo de peixe previamente aquecido.

5. Incorpore, aos poucos, a farinha de copioba, mexendo vigorosamente. (Penso que, na falta da farinha de copioba, possa substituir, sem probelmas, pela farinha de mandioca). 

6. Deixe o pirão engrossar.

7. Retire do fogo, junte a pimenta biquinho e conserve em banho-maria, até o momento de servir.
Dica de chef: sirva com barquinhos de  beiju de tapioca. (Ou aquelas barquinhas que já tem prontas em supermercados)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 21:22

29
Jun 11

Aos sábados pela manhã, na EPTV, uma afiliada da Rede Globo, um progrma bem brejeiro, que meu querido paizinho não perdia nunca.

Neste, eles ensinam, num sitio do interior paulista, a fazer queijo fresco...Vale a pena ver!

Baixe o Adobe Flash Player
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 03:25

27
Mai 11

Sinceramente, no dia-a-dia, as minhas opções alimentares são para as coisas mais saudáveis!...Mas, de vez em quando, também quebro as regras, e esse lanchinho, além de prático, é delicioso!...Calóóóóóóórico, mas, uma delícia!

 

Faça 3 cortes no sentido vertical dos pãezinhos, ou de baguetes, mas, não vá até o final, deixe-os como se fossem uma sanfona.

 

À parte, misture: 1 lata de creme de leite, um pacote de creme de cebola, 1 xícara de queijo prato ralado em fios grossos ( ou mussarela), salsinha, 2 colheres de manteiga.Misture tudo muito bem, recheie os pãezinhos, polvilhe com queijo parmesão ralado, coloque numa assadeira, forrada com papel alumínio,  e leve ao forno quente, até que fiquem levemente dourados. ( em média de 10 a 15 minutos).

 

Gosto de servir acompanhado de uma salada verde!

 

Bom apetite!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 03:51

20
Mai 11

A criatividade na comida tradicional portuguesa é grande e, quando entra o "fiel amigo"...nem se fala!

Sabemos das 1001 maneiras de cozinhar bacalhau e umas pataniscas do dito, são um petisco simples, económico e que faz sucesso em qualquer refeição!

Podemos cozer ou utilizar sobras de bacalhau cozido, a que tiramos as espinhas e separamos em lascas.

Fazemos um polme com 2 ovos batidos, um pouco de farinha de trigo, um pouco de água, sal q.b., cebola e salsa picadinhas e uma pitadinha de pimenta.

Quando tiver uma consistência cremosa, mas não muito espessa, juntamos o bacalhau e verificamos os temperos.

Depois, é só fritar às colheradas em óleo ou azeite quente e servir...

E os acompanhamentos podem ser muitos...desde uma salada a um arroz de tomate, a um arroz de feijão, a uma salada de feijão frade...que sei eu?!...  

Mãos à obra?

Vamos saborear e...poupar?   

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Belisa Vaio às 19:01

13
Jan 11

O chimichurri é um tempero tradicional para carnes e churrascos, mas tive uma surpresa bem agradável, com um peixe comido na Rua do Porto em Piracicaba/SP/Brasil.

 

Um restaurante muito simpático, com gente bonita, não tivemos dúvida em parar lá e pedir Filhote Assado! ( que até agora não sei que peixe é esse!).

 

Bem, veio o tal Filhote Assado no sal grosso, e por cima um molho de manteiga, com alguma coisa que não identificamos de imediato o que seria, apenas que era muito, muuuiiiittto bom!

 

Dias depois, por indicação de minha prima, comprei chimichurri, que aqui tem para vender também em saquinhos, e foi então que identificamos o que tinha misturado à manteiga que cobria o tal Filhote!...

 

Depois disso, passei a usá-lo nos peixes que faço em casa, sempre com sucesso!...

 

Ontem, uma notícia triste: A Rua do Porto, com o excesso de chuvas, foi totalmente invadida pelo Rio Piracicaba, e os comerciantes daquela região perderam tudo!

 

 

 

 Foto do Rio Piracicaba

 

 

Mostrando a cidade e o Rio

 

 

A R. do Porto, debaixo d'água!

 

 

 

 Foto gentilmente cedida por Silvio do http://silviomarchini.blogspot.com

 

 

Como Ganhar Dinheiro na Internet
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 17:53

22
Dez 10

Pelo Natal, todas as mesas de consoada ficam mais ricas com um Bolo Podre...

 

...naquele tempo, a receita completa da minha Avó, dava sempre para dois bolos. Parece que os estou a ver...e a saborear...

Medidas exactas? Mais ou menos...a olho...bem...1 kg de açúcar...1 kg de farinha...e eu ficava na mesma...

Um dia, próximo do seu fim, depois de algumas tentativas da minha parte em fazer o dito, meio frustradas também, consegui chegar a um consenso com ela e acertar as doses desejáveis...para meia receita, claro.

E agora sim...é aquele sabor...

 

- 3 ovos

- 1/2 kg de açúcar

- 1 colher de sopa de manteiga

- raspa de um bom limão

- 1 colher de sobremesa, cheia de canela

- 1 colher de chá de bicarbonato de soda, rasa.

- 1/2 de farinha Branca de Neve

- 1 chávena de chá de leite

- 1 chávena bem cheia de passas de uva e nozes partidas

 

Numa tigela, batem-se muito bem os ovos inteiros.

Junta-se, aos poucos, o açúcar continuando a bater...

A seguir, junta-se a manteiga derretida em banho-maria, a raspa de limão, a canela e o bicarbonato de soda.

Segue-se a farinha,  aos poucos e alternadamente com o leite.

Deve ficar uma massa , eu diria, grosseira.

Por fim, envolver as passas e as nozes.

 

Ligar o forno.

Barrar a forma com manteiga, polvilhar com farinha e distribuir a massa.

 

Levar ao forno já quente, para "pular".

 

Passados cerca de 10 minutos, reduzir o calor e deixar cozer lentamente mais uns 40 minutos.

Pode testar se está cozido, espetando um palito na massa...

 

Segredo: Costumo pôr no lastro do forno uma vasilha com água. O vapor que se forma não deixa que o bolo seque e não deixa queimar por baixo...

 

Feliz Natal para a Bete, para a Maria e para todos os que nos vão fazendo companhia!

 

 

 

 

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Belisa Vaio às 08:36

19
Dez 10

 

Tenho muito carinho pelas minhas clientes ( sou corretora de imóveis) e, Célia, é uma delas que gostei muito em conhecer, embora não tenhamos mantido um contato frequente.

 

Mas, de sua passagem pela minha vida ficou um delicioso doce de Banana com Chocolate que ela me ensinou!

 

Costumo fazê-lo com as bananas que amadurecem muito rápido e periga  passar do ponto!...Para não perdê-las faço o tal docinho, que é muito prático,  rápido e saboroso!

 

Para 6 bananas:

 

12 colheres de açúcar. Amasse as bananas e leve ao fogo, mexendo para não grudar!

Cozinhe até que fique totalmente diluída e concentrada, sem vestígios de líquidos.

Acrescente 2 colheres de sopa, bem cheias de chocolate de boa qualidade. ( Aqui no Brasil uso o da Nestlé, o famoso chocolate do Padre, que não contém açúcar e é ótimo)

Mexa bem, acrescente 200 gramas de creme de leite.Mexa mais um pouco, retire do fogo e fique mexendo por mais uns 5 minutinhos, para que ele fique bem macio.

 

É só isso!...Dá prá fazer agora e matar aquela vontade de um docinho!

 

Eu já fiz o meu!...Não vou postar fotos, porque bonito ele não é!...Só Gostoso!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 18:52

28
Out 10

Ontem, nossa querida Maria publicou aqui um post sobre as ervas aromáticas, e nos fêz lembrar de uma receita de "abóbora com coentro" que faço, que, na verdade, fui eu mesma que inventei, mas nem por isso menos gostosa!...Minhas meninas, quando crianças aprenderam a gostar de abóboras, por conta dela!

 

Mas, antes de ir à receita, quando ela falou da substituição do sal, pelas ervas,acabei me recordando de algo bem engraçado!..É rápido, leva só um minutinho prá contar:

 

Papai, era um excelente cozinheiro, tudo que ele fazia ficava ótimo, mas, tinha a mão um pouco pesada no sal!...Eu, sempre às voltas com uma alimentação saudável, já vou bem mais devagar, e, às vezes lhe falava:- Nossa, tá com a mãozinha pesada no sal, hem?!!!!!

Êle, descendente de italianos, já respondia, fazendo voz de zangado: - Puta merda,(delicaaaado!!!) vocês, daqui a pouco vão comer sem sal, e achar que está salgado!..E não é, que mais do que uma vez, só fui me dar conta que havia esquecido o sal, quando já estava quase acabando de comer?...Aí, me lembro e dou risada!...E também fico com saudades...Muitas saudades!

 

Bem, mas vamos à receita:

 

Pegue uma abóbora madura, descasque e corte em cubos.Claro, que se a abóbora for muito grande, faça a quantia que lhe apetecer.

Faça um refogado com bastante cebola ( 1 ou 2), uns 3 dentes de alho, e acrescente a abóbora, e um pouco de sal.

Vá cozinhando até que vire uma papa, corrija o sal à gosto, acrescente um pouco de farinha de mandioca, apenas o suficiente para dar uma certa "liga" e, então acrescente um pouco de salsinha, cebolinha e um toque de coentro...Cuidado para não exagerar no coentro, pois pode alterar todo o prato...E cuidado tb com o sal, pois se salgar muito perde toda a graça.

 

Obs: Às vezes a própria consistência da abóbora,  leva-nos a achar a farinha de mandioca dispensável, mas é ela que vai dar também o diferencial do prato. Serve de acompanhamento para carnes, e indispensável também o arroz branco!....Se sobrar, pode deixar na geladeira e servir como acompanhamento frio numa próxima refeição, que, no caso vai substituir uma eventual salada.....Bom também!

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
publicado por Bete do Intercambiando às 16:30

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


links
PESQUISAR
 
blogs SAPO