Este é um blog aberto ao público, para que aqui deixe sua postagem a respeito do tema em seu país. Pode ser a Sabedoria Popular em qualquer área: Saúde, Beleza, Vida, Particularidades Culturais, Religião, Arte.

22
Jan 11

LINDO TEXTO ESCRITO PELO PROFESSOR DE LINGUA PORTUGUESA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REY : JOSÉ ANTONIO DE OLIVEIRA RESENDE!

 

Este texto nos foi enviado pela amiga Rita, lá de Rio Claro/SP, Brasil, e veio em formato power point, que pretendíamos transformar no Share
(www.slideshare.com  ), para poder fazer a postagem, como o original, pois seu fundo tem lindas fotos da cidade de São João Del Rey, mas,  infelizmente, o Share não aceitou o formato!

 

 

"Sou do tempo em que ainda se faziam visitas. Lembro-me de minha mãe mandando a gente caprichar no banho porque a família toda iria visitar algum conhecido. Íamos todos juntos, família grande, todo mundo a pé. Geralmente, à noite.
Ninguém avisava nada, o costume era chegar de pára-quedas mesmo. E os donos da casa recebiam alegres a visita. Aos poucos, os moradores iam se apresentando, um por um.
– Olha o compadre aqui, garoto! Cumprimenta a comadre.
E o garoto apertava a mão do meu pai, da minha mãe, a minha mão e a mão dos meus irmãos. Aí chegava outro menino. Repetia-se toda a diplomacia.
– Mas vamos nos assentar, gente. Que surpresa agradável!
A conversa rolava solta na sala. Meu pai conversando com o compadre e minha mãe de papo com a comadre. Eu e meus irmãos ficávamos assentados todos num mesmo sofá, entreolhando-nos e olhando a casa do tal compadre. Retratos na parede, duas imagens de santos numa cantoneira, flores na mesinha de centro… casa singela e acolhedora. A nossa também era assim.
Também eram assim as visitas, singelas e acolhedoras. Tão acolhedoras que era também costume servir um bom café aos visitantes. Como um anjo benfazejo, surgia alguém lá da cozinha – geralmente uma das filhas – e dizia:
– Gente, vem aqui pra dentro que o café está na mesa.
Tratava-se de uma metonímia gastronômica. O café era apenas uma parte: pães, bolo, broas, queijo fresco, manteiga, biscoitos, leite… tudo sobre a mesa.
Juntava todo mundo e as piadas pipocavam. As gargalhadas também. Pra que televisão? Pra que rua? Pra que droga? A vida estava ali, no riso, no café, na conversa, no abraço, na esperança… Era a vida respingando eternidade nos momentos que acabam…. era a vida transbordando simplicidade, alegria e amizade…
Quando saíamos, os donos da casa ficavam à porta até que virássemos a esquina. Ainda nos acenávamos. E voltávamos para casa, caminhada muitas vezes longa, sem carro, mas com o coração aquecido pela ternura e pela acolhida. Era assim também lá em casa. Recebíamos as visitas com o coração em festa.. A mesma alegria se repetia. Quando iam embora, também ficávamos, a família toda, à porta. Olhávamos, olhávamos… até que sumissem no horizonte da noite.
O tempo passou e me formei em solidão. Tive bons professores: televisão, vídeo, DVD, e-mail… Cada um na sua e ninguém na de ninguém. Não se recebe mais em casa. Agora a gente combina encontros com os amigos fora de casa:
– Vamos marcar uma saída!… – ninguém quer entrar mais.
Assim, as casas vão se transformando em túmulos sem epitáfios, que escondem mortos anônimos e possibilidades enterradas. Cemitério urbano, onde perambulam zumbis e fantasmas mais assustados que assustadores.
Casas trancadas.. Pra que abrir? O ladrão pode entrar e roubar a lembrança do café, dos pães, do bolo, das broas, do queijo fresco, da manteiga, dos biscoitos do leite…
Que saudade do compadre e da comadre!

 


Texto de José Antônio Oliveira de Resende, professor do Departamento de Letras, Artes e Cultura da Universidade de São João Del-Rei.

 

 

 

 

 

Como Ganhar Dinheiro na Internet
publicado por Bete do Intercambiando às 18:37

24
Ago 10

[sao+bartolomeu+0.jpg]

 

Diz a lenda, que S. Bartolomeu nas suas andanças pelo mundo, retirou o diabo do corpo de um jovem doente, e depois aprisionou-o para que não fizesse mais estragos...

Na verdade, as imagens do santo, são disso testemunho...como era difícil segurar o mafarrico,  mostram-no acorrentado, para que não fuja!

Mas, santo é santo...e tolerante.

Então, num acto de benevolência, decidiu que, enfim...se ele se portásse bem...lhe daria um dia de liberdade...precária, claro: o dia 24 de Agosto...

Ora hoje é esse dia!

Por isso, cuidem-se, porque ANDA O DIABO À SOLTA !!!

Instala-se a desordem e acontecem fenómenos inusitados...

Cuidado com os ladrões e com as carteiras...

com chuvas, trovoadas e ventanias, mar alterado...que sei eu?...

Enfim...hoje, parece que nada corre bem, e há quem relacione tragédias acontecidas neste dia, à desordem que o diabo provoca, ao ver-se livre de S.Bartolomeu...

Será?...

 

 

publicado por Belisa Vaio às 09:11

04
Ago 10

Em meu ultimo post no Intercambiando, entre outras coisas, disse que, precisamos reavaliar nossas vidas, perdoar e ter um coração mais puro e receptivo,

http://intercambiando.blogs.sapo.pt/16941.html e, coincidentemente, hoje, li um artigo na Revista Veja, falando exatamente sobre o perdão!

Entre as varias formas  como  ele é visto nas diversas religiões e civilizações a que mais me impressionou foi a das tribos Igbos da Nigeria e os Oromos da Etiópia, que creem que A PAZ SÓ PODE SER ALCANÇADA ATRAVÉS DO PERDÃO, PARA O QUAL NÃO É NECESSÁRIO O ARREPENDIMENTO DO AGRESSOR!

Eu proponho, ainda, um pouco mais:  Mesmo que seu coração não tenha perdoado, não deixe que isso lhe turve os olhos e deixe-a (o) cega (o) para ver as necessidades do outro!.......Esse ato pode modificar toda uma situação e uma vida!

Exemplo disso, tem lá um testemunho surpreendente de um empresário brasileiro Custodio Rangel Pires, que soube em 1989, pela Policia, da intenção de um detento em sequestrá-lo...Custodio foi fazer-lhe uma visita na prisão, e quando Ronaldo cumpriu sua pena, deu-lhe emprego em sua industria... Ronaldo sempre dizia que só sairia da vida do crime pela morte, ou pela prisão, mas que a visita do empresário mudou sua vida!...Hoje ele dirige uma Ong no Rio de Janeiro, que ajuda detentos, após cumprirem sua pena, a encontrar um emprego.

 

 

publicado por Bete do Intercambiando às 04:00

20
Jul 10

As televisões brasileiras, nos ultimos anos, foram invadidas por uma onda religiosa nunca vista antes. As igrejas protestantes, na sua maioria, tem programas praticamente as 24 horas do dia,  em canais alternados.

Como sou católica, quando ligo a TV é no intuito de distração, pois quando pretendo estar em contato com o Criador, faço-o em silencio, acendo uma vela, e ergo a Deus uma prece, como se diz na música.

Assim sendo, sempre, passo rapidamente, nestes canais, a tal ponto que algo começou a me intrigar. Em um deles, na Canção Nova, que é Católica, sempre tinha um homem muito bonito falando....Passei um dia, dois, três, sei lá quantos, até que um dia falei prá mim mesmo: Para prá ver o que esse bonitão tem a dizer....E fiquei surpresa, pois o que ele falava era ainda mais lindo que sua figura....E ele é um Padre.....Padre Fabio de Mello.... Penso que Deus o fez assim tão bonito, justamente para que a gente PARE PARA OUVI-LO..... Quem quiser ver mais acesse: http://www.fabiodemello.com.br

publicado por Bete do Intercambiando às 03:19

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


links
PESQUISAR
 
Posts mais comentados
comentários
comentários
blogs SAPO